Atendimento às mulheres em situação de violência

APRESENTAÇÃO

Reconhecida como referência para o Estado do Rio Grande do Sul, a rede de enfrentamento à violência contras as mulheres da cidade de Canoas tem concentrado esforços, nos últimos anos, na capacitação de profissionais, na articulação em rede e no desenvolvimento de metodologias de atenção integral às mulheres que se encontrarem nessa situação.
A Diretoria de Políticas para as Mulheres, vinculada à Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Participação Social (SMDHPS), desenvolve palestras, blitz educativa e demais campanhas institucionais que visam a conscientização da sociedade de modo geral, na redução de toda forma de violência contra mulheres e meninas.

O município ainda conta com o Centro de Referência da Mulher (CRM) Patrícia Esber, com a Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM), a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), a Sala Lilás no Hospital Universitário, o Centro de Referência no Atendimento Infantojuvenil (CRAI), a Casa Abrigo das Mulheres em Situação de Violência, a Defensoria Pública de Canoas, o Foro Central e Juizado Especializado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim). A Prefeitura ainda está desenvolvendo um projeto para reativar a Patrulha Maria da Penha, que tem o objetivo de oferecer ainda mais segurança às vítimas e contribuir para a efetividade das ações no combate à violência.

PROJETO POR MIM

A violência contra a mulher é estimulada pelas desigualdades sociais, tendo como fatores condicionantes o patriarcado, a educação diferenciada entre os sexos, o caráter discriminatório das instituições sociais e o sistema de opressão e exploração de mulheres. A elevada prevalência de violência no âmbito familiar constitui um obstáculo para o desenvolvimento socioeconômico e uma violação dos direitos humanos, sendo os diferentes tipos de violência contra a mulher reconhecidos como um problema de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A partir da premissa de que, para o enfrentamento à violência, são necessárias ações interdisciplinares, construídas e consolidadas a partir de esforços conjuntos, a Prefeitura de Canoas, junto com o Poder Judiciário e a iniciativa privada, criou o programa Por Mim com o objetivo de promover a autonomia financeira de mulheres que sofrem violência doméstica, através da empregabilidade.

Acesse o site do programa

ASSISTÊNCIA À MULHER

A Diretoria de Políticas para as Mulheres é o organismo municipal responsável por articular, coordenar e monitorar as políticas municipais para as mulheres. Os objetivos são eliminar todas as formas de violência e fortalecer a autonomia das mulheres, por meio da garantia do acesso a direitos e de oportunidades de qualificação para a inserção no mercado de trabalho.

LOCAIS DE ASSISTÊNCIA

Locais  Serviços Endereços
Centro de Referência para Mulheres em Situação de Violência Patrícia Esber (CRM) Oferece um serviço de acolhimento e acompanhamento da mulher em situação de violência. Rua Siqueira Campos, 321
Telefone: (51) 3464-0706
Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) Órgão responsável por registrar e representar ao Judiciário contra o agressor. Rua Siqueira Campos, 321 – Centro
Telefone: (51) 3464-0706
Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) Espaço de pronto atendimento a mulheres em situação de violência, junto à Delegacia. Rua Humaitá, 1120 – Marechal Rondon
Telefone: (51) 3462-6700
Sala Lilás do Hospital Universitário Realiza atendimento médico às mulheres vítimas de violência sexual. Rua Dr. Sezefredo Azambuja Vieira, 2.730 – Marechal Rondon
Telefone: (51) 34259015
Centro de Referência no Atendimento Infantojuvenil (CRAI) Presta serviço multiprofissional a crianças e adolescentes com até 17 anos, vítimas de violência. Avenida Farroupilha, 8001 – São José
Telefone: (51) 3478-80000
Casa Abrigo das Mulheres em Situação de Violência Local para onde as mulheres com risco iminente de morte são encaminhadas de forma temporária. O endereço do local é sigiloso.
Defensoria Pública de Canoas Presta assistência jurídica gratuita e solicita ao juiz medida protetiva às mulheres encaminhadas pela Delegacia da Mulher. Rua Coronel Marcelino, 25 – Centro
Telefone: (51) 3472-0366
Foro Central e Juizado especializado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher Órgão do Judiciário responsável pelo julgamento das medidas protetivas de urgência e dos casos de crime da Lei Maria da Penha. Rua Lenine Nequete, 60 – Centro
Telefone: (51) 3472-1182
Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) Órgão fiscalizador e propositor das políticas públicas para as mulheres. Avenida Guilherme Schell, 6068 – Centro
Telefone: (51) 3476-4847

 

A CARTILHA

E é neste sentido que a CARTILHA ONLINE DA REDE DE ATENDIMENTO ÀS MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DA CIDADE DE CANOAS pretende difundir as informações dos serviços especializados e não especializados desta rede, para o conhecimento de todas as mulheres e gestores da rede de Canoas. Cada mulher que se encontra em risco pode ter o acesso on line, para buscar socorro, e qualquer pessoa pode dar suporte a mulheres que enfrentem essa situação.

 

 

Localização das instituições que compõem a Rede de Enfrentamento