SOBRE O PROGRAMA

A violência contra a mulher é estimulada pelas desigualdades sociais, tendo como fatores condicionantes o patriarcado, a educação diferenciada entre os sexos, o caráter discriminatório das instituições sociais e o sistema de opressão e exploração de mulheres. A elevada prevalência de violência no âmbito familiar constitui um obstáculo para o desenvolvimento socioeconômico e uma violação dos direitos humanos, sendo os diferentes tipos de violência contra a mulher reconhecidos como um problema de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A partir da premissa de que, para o enfrentamento à violência, são necessárias ações interdisciplinares, construídas e consolidadas a partir de esforços conjuntos, a Prefeitura de Canoas, junto com o Poder Judiciário e a iniciativa privada, criou o programa Por Mim com o objetivo de promover a autonomia financeira de mulheres que sofrem violência doméstica, através da empregabilidade.

OBJETIVOS

Incentivar a denúncia

As mulheres são inseridas no Por Mim após realizarem denúncia do seu agressor na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher ou na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento. Elas são encaminhadas ao Programa pelo Poder Judiciário.

Evitar a continuidade

A dependência financeira do agressor é um dos fatores preponderantes para que as mulheres permaneçam no ciclo de violência doméstica. Por isso, o Por Mim tem como objetivo possibilitar a autonomia financeira das vítimas.

Oportunidade de trabalho

Através de parcerias com a iniciativa privada, o Programa possui vagas específicas destinadas às mulheres vítimas de violência doméstica. O que o Por Mim oferece é uma entrevista de emprego e não a garantia da empregabilidade.

Nova perspectiva de vida

O Por Mim busca oportunizar às mulheres vítimas de violência doméstica uma nova perspectiva de vida, longe do ciclo de violência doméstica, através do empoderamento feminino, da autonomia financeira e do protagonismo social.

COMO FUNCIONA

A mulher em situação de violência doméstica e familiar poderá ser integrada ao Programa Por Mim a partir do encaminhamento do Poder Judiciário, para isso, a vítima terá que realizar a denúncia contra o agressor.

Além disso, ela deve estar em acompanhamento das profissionais do Centro de Referência da Mulher em Situação de Violência Patrícia Esber, de Canoas, que oferece serviços psicológicos, de assistência social e técnicos.

A partir de uma triagem inicial realizada pelo CRM, a mulher é encaminhada para uma entrevista de emprego em uma das vagas do Programa, que são ofertadas pelas empresas parceiras.

As candidatas passam por um processo seletivo diferenciado, com apoio da equipe técnica da Diretoria de Emprego, Trabalho, Renda e Formação Profissional, vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), e da Diretoria de Políticas para as Mulheres, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Social (SMDHPS).

MATÉRIA SOBRE O PROGRAMA

COMO APOIAR

As empresas que possuem interesse em apoiar essa causa devem entrar em contato pelo e-mail: pormim@canoas.rs.gov.br ou com a Diretoria de Emprego, Trabalho, Renda e Formação Profissional da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico: (51) 34257614, opção 4, Rua Dr. Barcelos, 969 – Centro. 

As vagas de emprego destinadas às mulheres vítimas de violência doméstica deverão atender os seguintes requisitos:
I – oportunidades de trabalho que propiciem autonomia financeira;
II – empregos que não desvalorizem a mulher, em sua capacidade intelectual e física;
III – a empresa deve se comprometer em manter o sigilo da situação da mulher.

As políticas públicas que visam coibir a violência contra a mulher devem ser construídas e consolidadas a partir de esforços conjuntos e interdisciplinares entre Poder Público, sociedade civil e iniciativa privada. Seja uma empresa parceira da mulher e ajude a mudar a vida de dezenas de canoenses.

DEPOIMENTOS DE PARCEIROS

Grupo Rede Brasil

Rosângela Corrêa é Fundadora do Grupo Rede Brasil, empresa de recuperação de créditos no território nacional.

Leia Mais

Grupo Rede Brasil

José Carlos Severo Andrade é Diretor de RH do Grupo Rede Brasil, empresa de recuperação de créditos.

Leia Mais

Full Gauge

Antônio Gobbi, diretor da Full Gauge, faz um convite a todos os empresários de Canoas para se juntarem à causa.

Leia Mais

Full Gauge

Magali Bujak, vice-diretora Administrativa Financeira da Full Gauge, comenta sobre a importância de escutar a mulher.

Leia Mais

EMPRESAS PARCEIRAS


ATENDIMENTO A MULHER

 

LOCAIS DE ATENDIMENTO

Local

Serviço

Endereço

Centro de Referência para Mulheres em Situação de Violência Patrícia Esber (CRM)

Oferece um serviço de acolhimento e acompanhamento da mulher em situação de violência.

Rua Siqueira Campos, 321
Telefone: (51) 3464-0706

Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM)

Órgão responsável por registrar e representar ao Judiciário contra o agressor.

Rua Siqueira Campos, 321 – Centro
Telefone: (51) 3464-0706

Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA)

Espaço de pronto atendimento a mulheres em situação de violência, junto à Delegacia.

Rua Humaitá, 1120 – Marechal Rondon
Telefone: (51) 3462-6700

Sala Lilás do Hospital Universitário

Realiza atendimento médico às mulheres vítimas de violência sexual.

Rua Dr. Sezefredo Azambuja Vieira, 2.730 – Marechal Rondon
Telefone: (51) 34259015

Centro de Referência no Atendimento Infantojuvenil (CRAI)

Presta serviço multiprofissional a crianças e adolescentes com até 17 anos, vítimas de violência.

Avenida Farroupilha, 8001 – São José
Telefone: (51) 3478-80000

Casa Abrigo das Mulheres em Situação de Violência

Local para onde as mulheres com risco iminente de morte são encaminhadas de forma temporária.

O endereço do local é sigiloso.

Defensoria Pública de Canoas

Presta assistência jurídica gratuita e solicita ao juiz medida protetiva às mulheres encaminhadas pela Delegacia da Mulher.

Rua Coronel Marcelino, 25 – Centro
Telefone: (51) 3472-0366

Foro Central e Juizado especializado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher

Órgão do Judiciário responsável pelo julgamento das medidas protetivas de urgência e dos casos de crime da Lei Maria da Penha.

Rua Lenine Nequete, 60 – Centro
Telefone: (51) 3472-1182

Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim)

Órgão fiscalizador e propositor das políticas públicas para as mulheres.

Avenida Guilherme Schell, 6068 – Centro
Telefone: (51) 3476-4847

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mulheres
Centro de Referência da Mulher de Canoas atendeu 36 adolescentes entre 14 e 18 anos desde fevereiro
/ /

Seminário debate atendimento a adolescentes em situação de violência

LER MAIS
Mulheres / Novembro Azul
/ /

Caminhada marca o encerramento do Outubro Rosa e Novembro Azul

LER MAIS
Mulheres
Dia D do Outubro Rosa tem mais de 8 mil atendimentos
/ /

Dia D do Outubro Rosa tem mais de 8 mil atendimentos

LER MAIS
Mulheres
Palestra fala sobre prevenção à violência doméstica para trabalhadoras
/ /

Prevenção à violência doméstica é tema de palestra para trabalhadoras

LER MAIS
Mulheres
Encontro em Canoas celebra os 13 anos da Lei Maria da Penha
/ /

Encontro em Canoas celebra os 13 anos da Lei Maria da Penha

LER MAIS
Mulheres
Projeto
/ /

Projeto “Solta a Voz, Guria!” promove discussão sobre o papel da mulher na política

LER MAIS