DISTANCIAMENTO CONTROLADO

Canoas está dentro do Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul que foi construído com base em critérios de saúde e de atividade econômica, sempre priorizando a vida. Criou-se um sistema de bandeiras, com protocolos obrigatórios e critérios específicos a serem seguidos pelos diferentes setores econômicos.

Como funciona
Conforme o grau de risco em saúde, cada região recebe uma bandeira nas cores amarela, laranja, vermelha ou preta. O monitoramento é semanal, e a divulgação das bandeiras ocorre aos sábados, com validade a partir da segunda-feira seguinte. Os protocolos obrigatórios devem ser respeitados em todas as bandeiras. Além disso, cada setor econômico tem critérios específicos que variam de acordo com a bandeira.

Critérios
O Rio Grande do Sul foi dividido em 20 regiões, que são analisadas considerando a velocidade de propagação da Covid-19 e a capacidade de atendimento do sistema de saúde. No total, 11 indicadores (como número de novos casos, óbitos e leitos de UTI disponíveis, dentre outros) determinam a classificação das bandeiras da região.

A bandeira e protocolos em Canoas 
Com a liberação ao Governo do Estado para a retomada do sistema de cogestão regional dos municípios para o enfrentamento à pandemia de coronavírus, a Prefeitura de Canoas optou por seguir os protocolos da bandeira vermelha, que traz mudanças nas medidas de Distanciamento Controlado.

NOVAS MEDIDAS DE ENFRENTAMENTO À PANDEMIA

Ampliação dos leitos da Covid-19
Criação de 276 leitos desde janeiro e ampliação da capacidade de internação para 389 leitos Covid.

UPA 24h Não Covid
Inauguração da UPA Liberty Dick Conter, no bairro Mathias Velho. Funcionamento 24 horas para atendimento exclusivo de casos de pacientes adultos NÃO relacionados à Covid-19.

Pronto Atendimento NÃO Covid
Construção de duas unidades de Pronto Atendimento NÃO Covid, em estruturas provisórias nas UPAs Boqueirão e Rio Branco.

Contratação dos profissionais da saúde
Liberação para contratação urgente de 320 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem.

Plantão Covid
Implantação do Plantão Covid-19 em quatro unidades básicas de saúde, funcionando das 8h às 20h, aos sábados e domingos, com foco exclusivo para atendimento aos pacientes com sintomas respiratórios.

Aquisição de vacinas
Foi sancionada pelo prefeito, em 26 de fevereiro, a lei 6.433, de 2021, que prevê a aquisição de vacinas para o enfrentamento da Covid-19, em caso de descumprimento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina pelo governo federal.

Central de Testagens
Implantação de 5 centros de testagens (Centro, Mathias Velho, Guajuviras, Rio Branco e Niterói)

Aquisição de testes
Aquisição de 60 mil testes rápidos IGG-IGM e mais 9,5 mil de detecção de antígeno, cujo tempo de resposta é de 15 a 20 minutos.

Reservatórios de oxigênio
Instalação de três tanques de oxigênio nas UPAs. 

Suspensão das cirurgias eletivas
Suspensas, por tempo indeterminado, as cirurgias eletivas na cidade. Mantidos apenas procedimentos cirúrgicos de emergência e oncológicos.

Fiscalização para evitar aglomerações
Fiscalização diária da Guarda Municipal e forças de integradas para coibir aglomerações.

Aglomera Não!
Campanha educativa com foco na conscientização da população sobre a necessidade de manter os cuidados com a prevenção e distanciamento.

Desinfecção das ruas
Desinfecção sanitária das ruas e locais públicos.

Veja em vídeo algumas das ações adotada pela Prefeitura de Canoas

ENTENDA AS BANDEIRAS

 

Canoas está adotando o protocoloS da Bandeira VERMELHA
Veja abaixo os critérios de ocupação e protocolos de prevenção de acordo com a classificação determinada para Canoas e para os demais município  que compõem a região de abrangência R08.

MAPA DE AVALIAÇÃO DE RISCO POR REGIÃO
Semana 28 de abril a 10 de maio

 

 

O mapa mostra a avaliação de risco de cada região e os critérios de ocupação e protocolos de prevenção para o município indicados pelas cores das bandeiras. Elas mostram o nível de risco da região nos seguintes cenários:
– capacidade do sistema de saúde
– velocidade de propagação do vírus 

 

O que as bandeiras indicam

 


Bandeira Amarela – Risco baixo

A região encontra-se com alta capacidade do sistema de saúde e baixa propagação da doença.


Bandeira laranja – Risco médio
A região encontra-se em um dos dois cenários: 1- Média capacidade do sistema de saúde e baixa propagação do vírus ou 2- Alta capacidade do sistema de saúde e média propagação do vírus.


Bandeira vermelha – Risco alto
A região encontra-se em um dos dois cenários: 1 – Baixa capacidade do sistema de saúde e média propagação do vírus ou 2 – Média/alta capacidade do sistema de saúde, porém alta propagação do vírus.


Bandeira preta – Risco altíssimo
A região encontra-se em um dos dois cenários: 1 – Baixa capacidade do sistema de saúde e alta propagação do vírus ou 2 – Baixa/média capacidade do sistema de saúde, porém alta propagação do vírus.

O QUE PODE COM A BANDEIRA VERMELHA
 

 
VEJA OS PROTOCOLOS DA BANDEIRA VERMELHA

 

Baixe a publicação em PDF

A REGIÃO DE CANOAS ABRANGE OS SEGUINTES MUNICÍPIOS

Dados extraídos do Governo do Estadio do Rio Grande do Sul. 

Mais informações sobre o Distanciamento Social em
www.distanciamentocontrolado.rs.gov.br

PROTOCOLO DE COGESTÃO DE COMBATE AO CORONAVÍRUS

Baixe o arquivo com a assinatura dos municípios que fazem parte da Região 8 do Modelo de Distanciamento Social do Governo do Estado

Declaração do dia 13 de agosto de 2020

PLANO DE CONTINGÊNCIA DA PREFEITURA DE CANOAS

 

Plano de Contingência 
16 de outubro de 2020.
Versão 8.0 (16/10/2020)

Plano de Contingência 
10 de setembro de 2020.
Versão 7.0 (10/9/2020)

Plano de Contingência 
Junho de 2020.
Versão 6.0 (4/5/2020)

Plano de Contingência 
Junho de 2020.
Versão 5.0 (4/5/2020)

Plano de Contingência 
Junho de 2020.
Versão 4.0 (4/5/2020)

Plano de Contingência 
Abril de 2020.
Versão 3.0 (4/5/2020)

Plano de Contingência 
Abril de 2020.
Versão 2.0 (13/4/2020)

Plano de Contingência 
Março de 2020.
Versão 1.0 (27/3/2020)

 

CONSELHO DE ENFRENTAMENTO

O Conselho terá representantes de entidades dos setores empresarial, médico, das universidades, da sociedade civil e do Executivo Municipal, e será presidido pelo secretário de Governança e Enfrentamento à Pandemia, Felipe Martini. O objetivo é unir esforços para avaliar e discutir soluções à crise gerada pelo novo coronavírus e acelerar a aplicação das medidas sanitárias. Estudos, pesquisas, notas técnicas e estatísticas sobre o monitoramento e os impactos causados pela pandemia da COVID-19 irão indicar medidas de enfrentamento pela gestão municipal.