Notícias

//
https://www.canoas.rs.gov.br/wp-content/uploads/2021/01/AéreaCanoas.jpg

Canoas é a cidade do Vale do Sinos que mais investiu em infraestrutura em 2021

Conforme publicação da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), a cidade do avião ficou em 13º lugar nas cidades do Sul do Brasil em investimento
Download Imagem Original

Foto: Divulgação Prefeitura de Canoas

A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) divulgou a lista dos municípios brasileiros que mais investiram em infraestrutura em 2021. Na região Sul do país, 103 cidades se destacaram. No Vale do Sinos, Canoas foi a cidade que mais investiu, ficando em 13° lugar, com R$ 88,4 milhões.

São Leopoldo ficou em 30°, com 53,9 milhões em investimentos, seguida de Novo Hamburgo, em 34°, com investimento de R$ 47,6 milhões. No topo da lista, ficou a capital do Paraná, Curitiba, com R$ 444,2 milhões, seguida de Porto Alegre, em 2º lugar, com R$ 383,6 milhões em investimentos. O ranking é parte do anuário Multi Cidades – finanças dos municípios do Brasil.

Investimento para o futuro

O prefeito em exercício de Canoas, Nedy de Vargas Marques, destaca a importância dos investimentos em infraestrutura para o desenvolvimento da cidade e do seu futuro. “Temos trabalhado muito para tirar do papel obras estratégicas. Em 2021, somente através do Programa Asfaltaço, foram 45 ruas pavimentadas. Neste ano, os investimentos estão em obras como a Perimetral Oeste”, afirmou o prefeito. “São investimentos que convergem com uns dos principais pilares do nosso governo: cuidar das pessoas, cuidar da cidade e retomar o desenvolvimento”, concluiu.

O secretário de Obras de Canoas, Marco Antônio Oliveira elenca as conclusões da revitalização das Avenidas Rio Grande do Sul e Boqueirão, bem como as obras que estão em execução neste ano, como o Parque Linear Florianópolis e a revitalização e urbanização da Rua Curitiba. “Concluímos muitas obras importantes em 2021 e entregaremos muitas mais até o final deste ano. São obras que qualificam a vida dos canoenses e atendem reivindicações antigas dos moradores, seguindo o projeto aprovado pela população em 2020”, destaca.

Sobre o estudo

Realizado pela FNP, em parceria com a Aequus Consultoria, o anuário Multi Cidades é uma ferramenta de transparência das contas públicas que tem por objetivo apresentar um conteúdo técnico com uma linguagem acessível. A 18ª edição tem o apoio de Volvo, Tecno it, Santander, Itaú e Sebrae.

Segundo a publicação, entre 2010 e 2014, os municípios foram responsáveis por 26,8% do financiamento de todo o investimento governamental. Entre 2015 e 2021, a parcela saltou para 37,9%. No mesmo período, o peso da União baixou de 26,2% para 22% e o dos Estados, de 47% para 40,1%.

[addtoany]