Notícias

//
https://www.canoas.rs.gov.br/wp-content/uploads/2023/03/23.02.-REDUZIDAS-DEFESA-CIVIL-ENTREGA-DE-DOACOES-GABRIEL-ABREU_-12.jpg

Recadastramento de moradores afetados pelo temporal de janeiro para Saque Calamidade é aberto

Download Imagem Original

Foto: Gabriel Abreu

O recadastramento de moradores afetados pela tempestade de 16 de janeiro e interessados em solicitar o Saque Calamidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi aberto hoje (29). O prazo se encerrará na próxima semana, dia 6 de maio, às 23h59.

Os canoenses afetados pelo fenômeno e que possuem saldo de FGTS na conta devem informar nome completo, endereço da residência atingida no temporal, bairro e telefone de contato. O formulário está disponível no site da Prefeitura.

“A Prefeitura de Canoas está reabrindo os prazos para que as famílias atingidas pelos últimos temporais possam sacar o FGTS autorizado pelo Governo Federal, já que várias pessoas tiveram dificuldades para atender a todas as exigências formais exigidas pela Caixa. Para possibilitar que estas famílias não sejam prejudicadas pelos atos formais, estamos reabrindo o prazo para possibilitar que todos possam receber os recursos disponíveis”, explica o secretário do Escritório de Resiliência Climática (Eclima) e Defesa Civil, José Fortunati.

Encerrado o prazo de inscrições, a Prefeitura e, posteriormente, a Caixa, realizarão a avaliação das informações dos recadastrados. Com a liberação aprovada, o saque poderá ser viabilizado mediante solicitação via aplicativo ou na agência da CEF mais próxima. A estimativa da Defesa Civil é que essa última etapa ocorra a partir da segunda quinzena de maio.

Algumas situações podem resultar em solicitação negada, com bloqueio do saldo, por parte da Caixa Econômica, como o cidadão ter realizado antecipação do saque aniversário ou saldo insuficiente no FGTS.

Tempestade severa
Descrita como tempestade severa, a instabilidade que atingiu o município na noite de 16 de janeiro, resultou em diferentes danos em pontos específicos da cidade. Foram registrados volumes de chuva superiores a 80 milímetros e rajadas de vento de mais de 100 km/h. O pico do fenômeno ocorreu entre 22h e 23h.

Segundo balanço da Defesa Civil de Canoas, o evento climático afetou 8.800 pessoas e atingiu 2.200 residências. O número foi comunicado pelo órgão junto ao Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD) do Sistema Nacional e Proteção e Defesa Civil do Governo Federal. Desse total de moradores afetados, Canoas teve 4.302 cadastros no Saque Calamidade.

Saque Calamidade
Conforme a Caixa Econômica Federal, o Saque Calamidade é possível em situações urgentes e graves a partir de um desastre natural na cidade. A retirada do dinheiro pertencente ao trabalhador neste momento apenas é possível caso o município esteja sob decreto de situação de emergência ou estado de calamidade pública, reconhecidos pelo Governo Federal.

Texto: Fábio Radke
Edição: Eduardo Rodrigues

 

[addtoany]